BRASIL, Sudeste, SANTO ANDRE, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Música, Automóveis, viajar, meus amigos, não bebo, não fumo
MSN - sabrinacanassa@hotmail.com

 

   

    Meu Fotolog
  Tô no Orkut tb!
  Fotolog do Nicolas
  Revista Advertising Online
  Revista Briefing
  Revista Imprensa
  Dicionário Publicitário
  Mensagem Subliminar - adoro esse assunto!
  Philipinas
  Cabeca Errada
  Pensar Enlouquece
  Leis de Murphy
  Man in the Box
  Adote um Gatinho


 

 
 

   

 
 


 
 
Oº°‘¨-=Gä¡ö£ä ðä £öµ¢ä=Olhos Caramelos¨‘°ºO



O que faz você feliz? Qual o seu conceito sobre a felicidade?

Desde que a gente se entende por gente, sonhamos com ela. “Sonhamos”? Na vida real ela existe? É pra sempre? Tipo... como assim?

 

No auge dos meus 30 anos e poucos anos, cheguei a uma conclusão. Sim, ela existe. MAAAAAAAASSSSSSS é feita de pequenas ações, pequenos gestos, ocasiões. Ela vem todos os dias em doses homeopáticas, bem fracionada. Por exemplo, hoje fui feliz algumas vezes: almocei com meus amigos, não peguei trânsito para chegar ao trabalho e o frio deu um tempo.

 

A felicidade consiste em um estado de espírito pleno, quando você sorri, vê um gesto de compaixão de um estranho por algum animal abandonado na rua. Claro que a aquisição de um carro novo ou comprou aquela bota caríssima que você namora na vitrine há tempos. Essa é a felicidade como substantivo simples, não como abstrato.  

 

Ora, por que substantivo simples? Porque somos capazes de tocar nesta felicidade. Para mim, meu carro é uma felicidade que será substituída por outra felicidade. As flores que ganhei me fizeram feliz, mas hoje elas morreram.

 

O que sobrou foi a felicidade substantivo abstrato. O que senti quando recebi as flores. A felicidade quando, em 2006, peguei meu carro na loja com um laço vermelho gigantesco em cima dele. Isso fica e vai comigo pro resto da vida.


Um pôr-do-sol, um carinho no cabelo, um beijo na boca, uma amiga ou namorado que, quando você está chorando por algum motivo, seca uma lágrima sua com a mão, te abraça e diz que você não está sozinha. A pessoa não pode fazer absolutamente nada para resolver seu problema, mas ela deixa claro que está ao seu lado para o que der e vier. Isso é felicidade.

 

E quando a gente entra naquela calça um número menor? Felicidade ao extremo! E achar uma nota de 2 reais no bolso da calça? Muuuuito bom!

 

O que não podemos fazer é deixar nossa felicidade, que é de nossa responsabilidade, na mão de terceiros. “Ah, não consigo ser feliz sem um namorado”. Isso é transferir a responsabilidade que é só nossa. Só nós somos capazes de nos fazer feliz. Liçãozinha básica: podemos SIM viver momentos ótimos mesmo não estando acompanhadas.

 

Viva intensamente as pequenas felicidades do dia que quando você for dormir, vai alcançar aquele estado de espírito pleno.

 

Ahhh... o pneu furou? Levou bronca do chefe? Foi assaltado? Temos todo o direito de ficarmos revoltados ou chateados. Mas são momentos que passam, assim como a felicidade substantivo simples. Mais cedo ou mais tarde (geralmente mais cedo, trust me) a felicidade vem outra vez e é capaz que você tire uma lição do que aconteceu com você.

 

Nem a morte de alguém querido vai tirar sua felicidade. Primeiro porque, eu creio, que vamos nos encontrar novamente, no outro plano. Claro que a dor da perda é louca, dói muito, muitas vezes demoramos dias ou meses para nos recuperarmos da perda de alguém. Mas essa dor tem fim. E daí, ela vai embora e fica a felicidade da lembrança dos momentos vividos.

 

Então, pra mim, Deus (independente de sua crença) nos cerca de felicidade. A gente que precisa saber enxergar.

 

Portanto, continue com sua ambição para chegar no cargo que você deseja estar daqui alguns anos.  Estude, evolua. É bem provável que você leve alguns tombos. Mas essa dura conquista vai trazer felicidade. #fato

 

Não espere para ser feliz. Aproveite cada pequeno momento de alegria. Vale mais a pena ser feliz com esses mínimos, porém muitos, momentos de felicidade todos os dias do que ver sua vida passar e viver esperando alguém que nos faça feliz.

 

Né? Bem humorado



Escrito por Canassa às 16h37
[ envie esta mensagem ] [ ]





[ ver mensagens anteriores ]